segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

GOVERNO FEDERAL ABANDONA UNIDADES MILITARES , QUE SEM RECURSOS , CULMINAM POR ASSISTIR O FIM DE SEUS SÍMBOLOS HISTÓRICOS

Não me sinto alegre, em manifestar-me neste momento, mas através da presente narrativa, venho corajosamente expor, uma verdade irrefutável que nos toma de assalto, o abandono de nossas unidades militares, em todo o território nacional.
Como é cediço, o atual governo, assim como o partido que o alicerça, o PT, vem publicamente, demonstrado o desprezo e a falta de interesse pela manutenção de Nosso Exército e Forças armadas.
Sendo o Brasil, um país de nível continental, com uma imensa área terrestre e faixa litorânea, é sabido por qualquer pessoa, da necessidade de proteção e manutenção das nossas fronteiras. O que ocorre é que por  mais ridículo que possa parecer, nossa governante, vem deixando a desejar, como seu antecessor, no que diz respeito a salvaguardar o nosso território.
Os investimentos na área militar tem sido menosprezados e diminuídos ano após ano, chegando a desativação de algumas unidades e o abandono de outras.
Neste relato, venho publicamente, falar a respeito do Campo de Provas da Marambaia, situado em Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro, onde esta OM, de importância Histórica, e Estratégica para nosso Estado e País, tem também sido alcançada pelo abandono.
Sua principal, marca, a Ponte da Marambaia, cuja origem e construção remonta ao período da segunda guerra mundial, encontra-se abandonada, sem a manutenção necessária, e com risco de desabamento.



Até o posto da guarda, situado a frente da mesma, foi desativado, e recuado, para o interior do campo, por risco de desabamento. Atualmente, a ponte não comporta nem o trânsito de Pedestres.


Sei que como ex-militar, e atual presidente da AExMCPrM ( Associação de Ex-militares do Campo de Provas da Marambaia), não poderia me manifestar desta forma, mas assumo o risco, e pagarei o preço por amor a minha OM de origem e também ao que ela representa para todos nós, cariocas e brasileiros.

Para demonstrar a importância desta OM, de de sua Ponte, segue abaixo, trecho do Livro " Barra de Guaratiba e a segunda Guerra Mundial" - de Francisco Alves Siqueira.

"Narra a odisséia vivida por Barra de Guaratiba e seus moradores na época da II Guerra Mundial com a construção do Polígono de Tiro da Marambaia e da Ponte Eurico Gaspar Dutra. A Restinga da Marambaia naquele momento precisava de proteção por se encontrar o litoral desguarnecido com uma vasta praia banhada pelo Oceano Atlântico e os Alemães afundando nossos navios. Para sua proteção pela parte da Barra de Guaratiba, só através de uma ponte e uma estrada ao longo da praia. No final da década de 30 e início década de 40 já se trabalhava nesse sentido extraindo pedra na altura do Campo de São João (na Estrada da Barra); ocupando uma casa próxima à maré para os serviços burocráticos (denominada “Casa do Porto”); um cabo aéreo para envio do material e uma balsa para a travessia de trabalhadores que dariam início àquela grandiosa obra. Então, foi colocado na montanha um Destacamento Antiaéreo na “Pedra do Telégrafo” e numa das mais altas dunas da Restinga, e através de um gerador, o rádio transmitia as notícias sobre a guerra. A movimentação era grande para a conclusão daquela imensa obra. Tão importante empenho daquela gente em defesa de seu território; não só, vendo seu pacato lugarejo se transformando em uma cidade movimentada com a construção da ponte e do Polígono de Tiro, mas também vendo seus filhos, alguns ainda muito jovem partindo para o "front" de batalha na Itália sem a perspectiva de voltar com vida. Todos que, ali trabalhavam em defesa da Barra de Guaratiba e da Pátria, merecem o reconhecimento dos que hoje gozam das obras deixadas por aqueles heróis.

Vista aérea das duas pontes do Campo de Provas da Marambaia ( ataual CAEx), 
em Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro.

 Até quando, a importância dos Militares, nossas Unidades das Forças Armadas, serão desprezadas ? Será que o atual governo, alcançará materializar sua intenção de fatiar o País, entregando-o em mãos estrangeiras ?
E nós, ficaremos inertes, assistindo a tudo ?
Faço aqui a minha parte e revelo o problema, e se você leitor, tem condição de ajudar, de colaborar de alguma forma, ou quem sabe conhece alguém que material e financeiramente pode ajudar, fica aqui o meu relato e apelo, não vamos permitir a destruição deste marco histórico, ele pertence aos moradores da Barra de Guaratiba, a todos que ali serviram e trabalharam, aos cariocas, e a todos os brasileiros.

VAMOS SALVAR A PONTE DA MARAMBAIA !!! 

Um comentário:

  1. UMA VERGONHA PARA O GOVERNO ATUAL QUE SÓ QUER SABER DE ENCHER OS SEUS BOLSOS E DANE SE O PATRIMÔNIO ! SAUDADES DA ÉPOCA DO MILITARISMO NO PODER

    ResponderExcluir